Apego, irritação e choro

Apego, irritação e choro

Por 35 anos, temos estudado as interações entre mães e bebês. Nós documentamos em observações objetivas, a partir de registros pessoais e em vídeo, as vezes em que as mães relatam que seus bebês estão “difíceis”. Esses períodos difíceis são geralmente acompanhados pelo CAI: choro, apego e irritabilidade. Agora, sabemos que eles são os sinais de um período em que a criança dá um grande salto adiante em seu desenvolvimento mental.

Os bebês passam por todas essas fases difíceis em torno das mesmas idades. Durante os primeiros 20 meses de vida do bebê, há dez saltos de desenvolvimento com seus correspondentes períodos de apego no início. Os períodos difíceis surgem nas semanas 5, 8, 12, 19, 26, 37, 46, 55, 64 y 75.
Os inícios podem variar em uma semana ou duas, mas você pode ter certeza de sua ocorrência.

Todos os bebês passam por períodos de apego quando grandes mudanças ocorrem em seu desenvolvimento. Normalmente, os bebês calmos e tranquilos vão reagir mais a essas mudanças do que os bebês difíceis e temperamentais. Mas não é de surpreender que os bebês temperamentais terão mais dificuldade em lidar com elas do que os bebês mais calmos. Mães de bebês “difíceis” também terão mais dificuldades, uma vez que seus bebês que já exigiam muita atenção vão exigir ainda mais quando tiverem de lidar com essas grandes mudanças. Esses bebês têm maior necessidade da mãe, mais conflitos com ela e maior apetite para a aprendizagem.

COMPARTILHAR: